Sensor de Temperatura – Como especificar?

Ao especificar o sensor de temperatura, observar além das faixas de temperatura abaixo, o modelo de controlador que deve operar com modelo de sensor selecionado e que possua sistema de controle que atenda a precisão desejada como função PID.

Termorresistência  NTC – Faixa de temperatura (-) 50 a 100 graus. Muito usado em controladores ou termostatos digitais de baixo custo, utilizados para aquecimento e ou refrigeração.

Termorresistência  PTC – Alguns modelos de termostatos utilizam também sensor PTC, o que permite trabalhar a temperaturas pouco maiores, da ordem de ate 150 graus.

Termorresistência  PT100 – Sensores de maior precisão, mais utilizados  para faixas de temperaturas  negativas de (-) 100 a 300 graus. Usualmente possuem 3 fios, 2 vermelhos e uma branca.

Termopar tipo J (FeCo) – Cabos na cor azul e vermelho (norma DIN) amplamente utilizados nos processos de fabricação, são mais adequados para faixas de temperaturas de 100 a 800 graus. Porém para temperaturas acima de 300 graus, devem ser fabricados com cabos termopares de isolação mineral e com encapsulamento em inox.

Termorresistência tipo K (NiCr)  – Cabos na cor amarela e vermelha (norma ANSI) utilizado para faixas de temperatura de 0 a 1300 graus .   Para faixas  de temperaturas elevadas observar que a construção deve ser adequado para temperatura de operação requerida, com  proteções em cerâmica ou outro material apropriado.

 

Forma construtiva

Qualquer dos modelos de termopares podem ser confeccionados com mesmo aspecto físico, portanto  deve se atentar sempre para identificação através de cores ou número de fios, ou através de medição em caso de termopar existente.

Informar diâmetro x comprimento da haste, se possui cabeçote e rosca (para termopares com haste rígida).

         Termopar com haste rígida em inox.

 

Termopar Flexível.